Desde 2017, o País tentava convencer os americanos a reabrir o seu mercado.
Confira a linha do tempo




A notícia chegou na tarde desta sexta-feira (21) ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda) e o Serviço de Inspeção e Inocuidade Alimentar (FSIS) informaram as autoridades brasileiras de que o seu mercado está aberto à carne bovina in natura.

Em seu Twitter, a ministra Tereza Cristina escreveu “boa notícia: reabertura do mercado dos EUA para a carne bovina in natura do Brasil. Mais um bom resultado para a nossa economia.”

De acordo com o Mapa, o Brasil poderá começar a enviar  carne bovina in natura derivados de animais abatidos a partir de hoje.  O FSIS comunicou que decisão se deu porque o Brasil corrigiu os problemas sistêmicos que levaram à suspensão. Além disso, o FSIS encerrará os casos pendentes de violação de pontos de entrada associado à suspensão de 2017. “É uma ótima notícia, porque isso traz o reconhecimento da qualidade da carne brasileira por um mercado tão importante como o americano”, disse a ministra Tereza Cristina.

O atual mercado americano para a carne brasileira é apenas para produtos industrializados. No ano passado, o Brasil exportou aos Estados Unidos 38,7 mil toneladas de produtos, por US$ 317,9 milhões.

Brasil já pode vender carne in natura aos Estados Unidos