Mercado é empurrado pela indústria exportadora. Confira os preços nas principais praças pecuárias

DENIS CARDOSO

11/05/2020

6:46 PM

Nas praças pecuárias com maior  presença de indústrias exportadoras de carne bovina, há registros de frigoríficos que pagam prêmios até R$ 10/@ acima dos valores vigentes no mercado do boi gordo, desde que os animais cumpram requisitos da demanda internacional, o chamado “boi china”, destaca a Informa Economics FNP.


Segundo a consultoria, nesta segunda-feira, 11 de maio, os preços do gordo mantiveram-se firmes nas principais regiões pecuárias. Em São Paulo, poucos negócios foram efetivados neste primeiro dia da semana e o que segurou o valor da arroba (na casa dos R$ 200, a prazo) foram “as vendas consistentes no front internacional”.


Chegada do frio


Desde a semana passada massas de ar frio tem atingido o Centro-Sul do País o que, no curto prazo, deve aumentar a oferta de gado terminado ao mercado. Por sua vez, nas regiões Norte e Nordeste, os produtores ainda dispõem de pastos com qualidade, resultado dos consistentes níveis de chuvas que vêm sendo registrados, informa a FNP.

Mercado doméstico


No atacado brasileiro, os preços dos cortes bovinos se mantiveram estáveis nesta segunda-feira. A aparente reação no consumo doméstico durante o final de semana, devido às comemorações do Dia das Mães, deve aumentar a procura por carne para reposição nos supermercados no curto prazo, observa a consultoria. No entanto, o prolongamento do isolamento social nos grandes centros urbanos e a aproximação da segunda quinzena do mês (período de menor poder de compra da população) não devem abrir margem para grandes ajustes positivos no curtíssimo prazo, prevê a FNP.


Confira as cotações desta segunda-feira, 11 de maio, de acordo com a FNP:


SP-Noroeste: R$ 201/@ a (prazo)


MS-Dourados: R$ 177/@ (à vista)


MS-C. Grande: R$ 180/@ (prazo)


MS-Três Lagoas: R$ 181/@ (prazo)


MT-Cáceres: R$ 180/@ (prazo)


MT-Tangará: R$ 178/@ (prazo)


MT-B. Garças: R$ 177/@ (prazo)


MT-Cuiabá: R$ 175/@ (à vista)


MT-Colíder: R$ 171/@ (à vista)


GO-Goiânia: R$ 180/@ (prazo)


GO-Sul: R$ 179/@ (prazo)


PR-Maringá: R$ 182/@ (à vista)


MG-Triângulo: R$ 191/@ (prazo)


MG-B.H.: R$ 182/@ (prazo)


BA-F. Santana: R$ 187/@ (à vista)


RS-P.Alegre: R$ 188/@ (à vista)


RS-Fronteira: R$ 186/@ (à vista)


PA-Marabá: R$ 185/@ (prazo)


PA-Redenção: R$ 182/@ (à vista)


PA-Paragominas: R$ 188/@ (prazo)


TO-Araguaína: R$ 184/@ (prazo)


TO-Gurupi: R$ 178/@ (à vista)


RO-Cacoal: R$ 172/@ (à vista)


RJ-Campos: R$ 180/@ (prazo)


MA-Açailândia: R$ 178/@ (à vista)

Arroba do “Boi-china” vale até R$ 10 a mais